O QUE É CBD?

O que é o óleo CBD?

O óleo CBD é um extrato obtido das flores de cânhamo. Estas flores possuem glândulas pequenas e em formato de cogumelo conhecidas como tricomas, que produzem uma resina rica em CBD e terpenos aromáticos.

Os produtores conseguem isolar e concentrar esses fitoquímicos valiosos usando várias técnicas de extração. Como resultado, o óleo CBD oferece um preparado de canabidiol concentrado e fácil de administrar.

Vantagens do óleo CBD

O óleo CBD oferece uma dose concentrada de canabidiol com uma quantidade específica de miligramas por gota. Os frascos com conta-gotas facilitam a administração do canabinoide em casa e na rua. Mas por que tomar óleo CBD?

Bem, o óleo CBD produz uma série de efeitos que ajudam a promover o bem-estar físico e mental. Embora a ciência tenha ainda um longo caminho a percorrer para compreender totalmente o funcionamento do canabidiol no corpo humano, já temos uma ideia geral da interação que ele exerce.

Os estudos atuais sugerem que o CBD atinge os seus efeitos ao:

• Interagir com o sistema endocanabinoide

• Conectar-se aos recetores TRPV2[3]

• Conectar-se aos recetores de serotonina

• Ao evitar a recaptação do endocanabinoide anandamida

 

Como o CBD age no nosso corpo?


 Para que você entenda melhor, todo ser humano possui um sistema endocanabinoide natural do corpo. Uma rede de neurotransmissores e receptores canabinóides presente em todo o sistema nervoso central e periférico, responsável pela regulação de diversos processos fisiológicos e cognitivos — incluindo fertilidade e gravidez, imunidade, sensação de dor, humor, memória e várias outras funções.

O ponto chave é que nosso corpo produz naturalmente substâncias endocanabinóides, semelhantes às encontradas na Cannabis, para estimular estes receptores espalhados pelo corpo e ajudar na homeostase, que é a manutenção de um ambiente corporal interno estável.

Por isso, quando ingerimos o CBD, ele se conecta a esse sistema endocanabinóide e auxilia nessa regulação. Já temos estudos que afirmam que o canabidiol ajuda a tratar ou auxilia no tratamento de diversas doenças. Em outras situações, o CBD pode ser aplicado para diminuir efeitos colaterais de tratamentos, como quimioterapia ou hemodiálise.

5 dos principais benefícios do óleo de canabidiol

Em virtude da sua interação com as células do nosso corpo por meio do sistema endocanabinoide, o CBD administrado na forma de óleo promove uma série de benefícios.

Como você agora já sabe, essa interação é creditada à plasticidade desse sistema, que pode intervir em praticamente todos os órgãos e tecidos humanos.

Por isso, a lista de benefícios do óleo de CBD poderia ser estendida quase indefinidamente, mas citamos os 5 principais a seguir.

1. Anti-inflamatório

As plantas do tipo Cannabis são ricas não apenas em CBD, como em outras substâncias com propriedades curativas.

Uma delas é o Canabicromeno, ou CBC, um dos compostos mais estudados pela medicina, cujas características hipotensora e anti-inflamatória já são documentadas.

Além do CBC, o Mirceno é outro elemento extraído da Cannabis que tem propriedades anti-inflamatórias.

Trata-se de um dos muitos terpenos das Cannabaceae, classe de substância encarregada por produzir os aromas exalados pelas plantas.

Vale destacar, ainda, um outro terpeno com propriedades anti-inflamatórias, o Beta-cariofileno (BCP), que também é encontrado em vegetais cultiváveis, como o cravo e a lavanda.

2. Analgésico

Não é de hoje que o óleo de CBD vem sendo administrado para reduzir ou eliminar a dor.

Sua eficácia é tamanha que na pesquisa Why Athletes Are Ditching Ibuprofen for CBD (Por que os atletas estão trocando o anti-inflamatório ibuprofeno pelo CBD), fica comprovado que ele é melhor até do que os fármacos convencionais.

Vale destacar que, nesse estudo, o canabidiol foi administrado em atletas de altíssima intensidade como anti-inflamatório, com efeitos extremamente positivos.

O sucesso foi tanto que o CBD até foi excluído da lista de substâncias dopantes pela WADA, a Agência Mundial Antidoping.

3. Neuroprotetor

Outro uso bastante difundido do CBD é no controle de doenças neurológicas, como a epilepsia.

Isso porque ele age como um neuroprotetor, em função da concentração de outras substâncias como antocianinas e flavonoides.

A propriedade neuroprotetora é, inclusive, atestada pela tese de mestrado Avaliação do efeito neuroprotetor do canabidiol em mitocôndrias isolados de córtex cerebral de rato, de autoria de Ana Carolina Viana, da USP.

É bom destacar que essa capacidade neuroprotetora também está relacionada com a interação do CBD com os receptores CB1 e CB2, presentes em nosso organismo.

Ao atuar junto ao CB1, por exemplo, é que ele exerce o controle sobre as reações sinápticas descontroladas, uma das características da epilepsia.

4. Estabilizador de humor

De acordo com a Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos (ABRATA), cerca de 6 milhões de brasileiros sofrem de algum tipo de transtorno bipolar.

Para essas pessoas, o CBD representa uma esperança de cura e, consequentemente, de ter mais qualidade de vida.

É o que diz o estudo The therapeutic role of Cannabidiol in mental health: a systematic review, em que fica comprovada a eficácia da substância para aliviar a psicose e melhorar a cognição em geral.

Casos reais de pessoas com transtorno bipolar já relatados aqui, no Portal Cannabis & Saúde, também reforçam o papel de agente estabilizador do humor do óleo de canabidiol.

5. Relaxante muscular

A esclerose múltipla é outra doença grave cujos sintomas podem ser tratados com o óleo de canabidiol.

A respeito disso, um dos estudos conclusivos é o Evidence for the efficacy and effectiveness of THC-CBD oromucosal spray in symptom management of patients with spasticity due to multiple sclerosis.

A pesquisa comprova a eficácia do CBD para tratar da espasticidade muscular causada pela doença, que se caracteriza por afetar o desempenho do sistema musculoesquelético.

A propósito, você também viu aqui, no Portal Cannabis & Saúde, o emocionante caso real do designer Gilberto Castro, que saiu da cadeira de rodas graças à Cannabis.

Portador de esclerose múltipla, ele foi desenganado pelos médicos aos 26 anos, quando apresentou os primeiros sintomas da doença.

Não é uma história incrível e inspiradora?

 Outras Doenças